Jovens com App actualizada!

A Parquia de So Francisco de Assis, em Ponte de Sor, acolheu, nos dias 16 e 17 de Fevereiro, mais um encontro de formao de jovens e jovens animadores, promovido pelo Secretariado da Juventude e Vocaes (SDPJV) da Diocese de Portalegre " Castelo Branco.

Sabemos que, de jovens para jovens, a conversação é mais fácil, e por isso, é forte o desejo de continuarmos a formar o nosso coração e a nossa razão, para melhor compreendermos Deus e a vida da Igreja, de modo a trabalharmos melhor com os jovens da nossa diocese. Foi a partir da vontade de actualizarmos a nossa vida de fé que fomos desafiados a trabalhar este tempo de encontro.

O desafio era o de actualizarmos umas das App’s da nossa vida de fé.
A App “Tempos Litúrgicos na Igreja” foi actualizada com sucesso, com a ajuda do Padre Rui Rodrigues, sacerdote da nossa diocese. Estivemos presentes quinze jovens dos Arciprestados de Abrantes, Portalegre, Ponte de Sor e Sertã, com quem fomos procurando a melhor forma de aproveitar ao máximo esta oportunidade.
O encontro teve início ao final da noite de sexta-feira, onde houve um primeiro tempo de apresentação e convívio. Uma oportunidade de partilha de vida entre todos, de interrogações ligadas à vida de fé, e por fim, a visualização de um filme, “Deus não está morto”. Estiveram connosco também o Padre Alberto Tapadas, pároco de Ponte de Sor, e do Padre Daniel Almeida, pároco de Sertã, que ficou até à manhã de Sábado. No sábado, iniciamos o dia com um tempo de oração, que nos procurou abrir o coração e os ouvidos, aos desafios que iriam surgir durante o dia, desafiando a que cada um se colocasse na estrada como aprendiz de viajante.
A actualização da App “Tempos Litúrgicos” teve início pelas 10h00 da manhã e acompanhou-nos até meio da tarde. Entre músicas e interrogações, o padre Rui Rodrigues ajudou-nos primeiro a compreender o aparecimento e a evolução do Tempo Cronológico, para depois falar dos diferentes Ritmos Litúrgicos na Vida da Igreja. Iniciamos a nossa actualização no Tempo Comum, passando pelos Tempos de Advento e Quaresma, e chegando aos Tempos fortes que “revelam” os Mistérios da Encarnação e da Ressurreição, o Natal e a Páscoa. Foi um tempo muito rico que nos ajudou a ver o sentido do Caminho e da Vida de Jesus, que se vai revelando ao longo do Ano Litúrgico, e que quer conduzir a nossa experiência de oração pessoal e comunitária para Deus.
As grandes diferenças entre os Tempos litúrgicos, os seus sentidos espirituais, as oportunidades de cada Tempo na vida das comunidades cristãs, foram algumas das aprendizagens que fizemos, e a partir das quais percebemos a sua real importância na preparação das diferentes dinâmicas na vida da Igreja. Terminamos a nossa actualização em grande festa com a celebração da Eucaristia (I Domingo da Quaresma), onde nos demos conta, de um modo mais concreto, de alguns sinais falados e compreendidos na actualização da nossa App, “Tempos Litúrgicos”.

Colaborador